Um blog do Travellerspoint

Resort Vila Galé Maré

Dicas de Ouro para aproveitar ao máximo

Nesse post abordaremos os principais aspectos que devemos observar em um resort: Hospedagem, Refeição, Entretenimento e Localização. No link a seguir também há o que deve ser avaliado para saber se ficar em um Resort vale a pena ou não:

Vale a Pena ficar em Resort

1 5D7231BC-EE7D-43B4-896B-613A9466DAB0

1 5D7231BC-EE7D-43B4-896B-613A9466DAB0

Além disso, sempre que possível iremos comparar um resort com um cruzeiro, uma vez que ambos possuem algumas características semelhantes.

2 2798E8C8-F548-47DC-8D9A-321421E246CE

2 2798E8C8-F548-47DC-8D9A-321421E246CE

Assim, relaxe e boa leitura, lembrando que nenhum dos meus posts são pagos ou patrocinados e realmente escrevo o que observamos e sentimos.

3 IMG_5223

3 IMG_5223

Ao chegarmos ao resort Vila Galé Maré na Praia de Guarajuba na Bahia percebemos que ele é bastante movimentado e bastante frequentado, apesar de ainda estarmos na pandemia (fomos em novembro de 2021 e as medidas da pandemia já tinham sido flexibilizadas e já estávamos com as duas doses da vacina).

4 IMG_5219

4 IMG_5219

Check-in

Havia uma fila de pessoas e malas próximas a recepção e fomos informados após o check in que deveríamos ficar naquela fila para que um carrinho nos conduzisse até o nosso quarto.

5 IMG_5221

5 IMG_5221

Após aguardarmos um bom tempo naquela fila e termos contato com pessoas stressadas pela demora, desistimos!!!! Olhamos o mapa da localização do nosso quarto e decidimos puxar as malas até o local da nossa hospedagem. Foi uma ótima decisão. Os quartos não ficam distantes e é fácil o acesso. Assim vai nossa primeira dica de ouro:

6 IMG_5320

6 IMG_5320

6 IMG_5319

6 IMG_5319

Dica de Ouro 1: Após o check in, certifique onde fica seu quarto em um mapa na recepção e leve você mesmo a sua mala para não perder tempo em fila. Observamos também que as pessoas costumam levar muitas malas para passar alguns dias no resort. Levamos apenas uma malinha de mão e foi o suficiente. Aplico sempre os conceitos de guarda-roupa cápsula na minha bagagem e atualmente adoto a “mala cápsula” (um dia darei dicas de uma mala cápsula no blog). Depois que descobri como é maravilhoso viajar com uma mala planejada, não abro mais mão disso. Assim vai nossa segunda dica:

7 IMG_5220

7 IMG_5220

Dica de Ouro 2: faça uma mala planejada, com basicamente roupas de banho (maios, biquinis e saídas de banho e roupas para a programação noturna).

8 IMG_5404

8 IMG_5404

8 IMG_5392

8 IMG_5392

Garanto que uma mala de mão é suficiente para passar uma semana tranquilamente e sem repetir looks. Em relação aos cremes de corpo, cabelo etc, tente comprar saches que você já vai descartando ou embalagens menores para o tempo suficiente de hospedagem.

9 IMG_5237 (1)

9 IMG_5237 (1)

Hospedagem

Os quartos são grandes, mas simples. Nada de luxo, mas suficiente para um bom descanso. Nosso quarto ficava no segundo andar e há elevador para os quartos, o que é útil principalmente se estiver com as malas. Nosso quarto tinha uma varanda com rede e o frigobar é preenchido com água e refrigerantes. Como o resort é all inclusive, todo dia eles repõem o frigobar.

10 Vista da varanda IMG_5228

10 Vista da varanda IMG_5228

10 IMG_5224

10 IMG_5224

Banheiro também simples com sabonete líquido no box. Arrumavam nosso quarto todos os dias, mas no período da tarde. Acredito que pela manhã as camareiras fiquem envolvidas com a limpeza dos quartos que foram liberados para novos hospedes. Como disse anteriormente, a movimentação é grande no Vila Galé Maré.

11 IMG_5225

11 IMG_5225

Dica de Ouro 3: não se estresse se ao voltar do café da manhã seu quarto não estiver arrumado. Deixe na porta o indicativo para arrumarem o quarto. Observei que eles arrumam os quartos na parte da tarde, dando prioridade para a arrumação dos quartos que receberão novos hóspedes. Achei super compreensível já que a quantidade de quartos é imensa.

12 IMG_5259

12 IMG_5259

Entretenimento/Área da Piscina

Provavelmente será o lugar que você mais irá ficar. A área da piscina é linda e detalhe: a piscina é imensa e toda, toda, toda, aquecida!!!!! Um verdadeiro paraíso para relaxar. A seguir link com um pouco do entretenimento que vivenciamos no Vila Gale

Link

13 IMG_5527

13 IMG_5527

13 34EC00EA-C75B-4A48-8F27-76572291D4DE

13 34EC00EA-C75B-4A48-8F27-76572291D4DE

13 IMG_5421 (2)

13 IMG_5421 (2)

A piscina pode ser utilizada das 8 as 18:00 e durante o dia há gincanas, hidroginástica. Além disso há um bar na piscina para você ter aquele momento relaxante.

14 IMG_5504

14 IMG_5504

No check in, é entregue o cartão para a retirada de toalhas para serem utilizadas na área da piscina e na praia. O balcão para a retirada das toalhas fica na área da piscina. Ao receber a toalha, você deposita o cartão em uma urna. Ao retornar com a toalha ao balcão, uma pessoa te devolve o cartão.

15 IMG_5399 (1)

15 IMG_5399 (1)

Há também redes espalhadas entre a área da piscina e a praia.

16 IMG_5249

16 IMG_5249

Dica de Ouro 4: se quiser reservar uma chase ou uma cadeira em uma localização melhor, terá que acordar bem cedo e deixar algum objeto no local como uma bolsa/boné. Apesar de eu acordar cedo, não consegui reservar nenhuma dessas cadeiras ou espreguiçadeiras. Até desconfiei que o pessoal ia tarde da noite e deixava algum objeto. Se é justo ou não, deixarei para vocês decidirem. Não entrarei nessa polêmica.

17 IMG_5258

17 IMG_5258

17 IMG_5400

17 IMG_5400

17 IMG_5405

17 IMG_5405

Achei também que falta um pouco de cuidado do Resort, pois vi alguns colchonetes das chases rasgados ou as redes da área entre a piscina e a praia com alguns problemas, tanto que não fiquei segura em deitar-se e relaxar nelas. A rede do quarto estava ok.

18 IMG_5384

18 IMG_5384

Observamos também que o perfil da maioria que frequenta o resort Vila Galé Maré é de casal com crianças ou até mesmo famílias inteiras, incluindo os avós e tios. Vi alguns monitores de crianças em diferentes horários e há também entretenimento na piscina e no palco próximo a recepção.

19 IMG_5293

19 IMG_5293

19 IMG_5517

19 IMG_5517

À noite, há show para os adultos com um tema diferente por dia da semana. Como em um cruzeiro, há a noite da festa do branco, em que as pessoas costumam usar roupas brancas, festa das flores, em que as pessoas costumam usar roupas mais floridas. A seguir segue uma foto com a programação noturna do Vila Galé Maré na Praia do Forte.

20 IMG_5463

20 IMG_5463

Ainda fomos brindados com uma linda lua cheia

21 IMG_5283

21 IMG_5283

21 IMG_5312

21 IMG_5312

Refeição

O resort Vila Galé Maré é no esquema all inclusive e tem comida o tempo todo. Com certeza a pergunta que mais me fizeram foi: a comida é boa?? Sinceramente, a comida estava bem melhor do que eu esperava. Ouvi tantos comentários negativos, que já estava ficando com medo. A seguir link de alguns momentos no resort Vila Galé

Refeição...

22 IMG_5547

22 IMG_5547

22 IMG_5308

22 IMG_5308

22 IMG_5297

22 IMG_5297

Primeiramente devemos lembrar que estamos em um resort que é super frequentado, então a comida tem que ser feita para milhares de pessoas. Achei que fosse encontrar uma comida sem tempero, mas realmente a comida foi uma agradável surpresa. Tinha um prato chamado Puchero que achei maravilhoso.

23 IMG_5407

23 IMG_5407

Por outro lado, leve em consideração que eu e meu marido não somos de comer muito e gostamos de comida simples, então para nós estava bom.

24 IMG_5549

24 IMG_5549

24 IMG_5235

24 IMG_5235

No restaurante Tenda dos Milagres é onde ocorre a maioria das refeições, inclusive o café da manhã, que particularmente, é a refeição que mais gosto em um hotel ou resort.

25 IMG_5479

25 IMG_5479

25 IMG_5481

25 IMG_5481

25 IMG_5478

25 IMG_5478

À noite, no restaurante Tenda dos Milagres, o jantar é temático: Na segunda-feira foi a Noite Oriental, na terça-feira, a Noite Francesa e na quarta-feira foi a Noite Portuguesa. Infelizmente não ficamos os outros dias para indicarmos aqui no blog qual seria o tema.

26 IMG_5450

26 IMG_5450

26 IMG_5449

26 IMG_5449

26 IMG_5295

26 IMG_5295

26 IMG_5546

26 IMG_5546

Como ficamos três noites, tínhamos direito a uma noite em um restaurante a la carte. Você pode escolher entre um restaurante de comida mediterrânea, um de comida portuguesa e um de massa.

27 IMG_5443

27 IMG_5443

27 IMG_5444

27 IMG_5444

Escolhemos o de comida portuguesa, que estava muito boa a entrada de lula e povo. O prato principal escolhi um bacalhau ao forno que também estava gostoso. A decepção foi o pastel de Belém da sobremesa. Estava realmente muito ruim e chegamos a chamar o garçon para ele avisar o chef de cozinha que o pastel não dava para comer.

Durante o intervalo entre o café da manhã e o almoço e entre o almoço e a janta também a refeição, como grelhados, nuggets, salgados, sandwiches etc. Com certeza, alguma coisa você vai gostar.

28 IMG_5306

28 IMG_5306

28 IMG_5303

28 IMG_5303

28 IMG_5406

28 IMG_5406

28 IMG_5307

28 IMG_5307

Dica de Ouro 5: a reserva para o restaurante a la carte só ocorre até as 16 horas. Por isso, logo depois do seu check-in e se estiver chegado antes das 16:00 já tente fazer a reserva, pois o número de vagas é limitado. Não é possível fazer a reserva antecipadamente, pelo site ou ligando. A reserva é feita somente pessoalmente e com o número do quarto.

Dica de Ouro 6: Caso o seu pacote inclua estar hospedado na quarta-feira, escolha outro restaurante que não o português, pois na quarta-feira o tema do restaurante principal é Noite Portuguesa. E adivinha o que tinha de sobremesa: os tais pastéis de Belém, iguaizinhos ao do restaurante a la carte. O restaurante que o pessoal mais costuma escolher é o denominado Inevitável, que serve comida mediterrânea.

As bebidas também estão incluídas na diária e vão desde água, água de coco, água tônica até vinhos e espumantes de fabricação própria. Inclusive você pode comprar o espumante ou vinho caso queira levar para casa.

29 IMG_5571

29 IMG_5571

29 IMG_5572

29 IMG_5572

29 IMG_5317

29 IMG_5317

29 IMG_5273

29 IMG_5273

29 IMG_5569

29 IMG_5569

Localização

A localização na escolha de um resort é superimportante, pois, diferentemente de um cruzeiro em que você vai se deslocando para diferentes lugares, em um resort você fica “estacionado” no mesmo lugar. Assim está a importância de escolher um resort em um lugar bem interessante.

30 IMG_5532

30 IMG_5532

O Vila Galé Maré fica na Praia de Guarajuba, que é lindíssima. Além disso, Guarajuba faz parte de uma seleta lista de 14 praias que receberam a Bandeira Azul, símbolo de que ali se preserva o meio ambiente no Brasil. É a segunda praia baiana a receber a certificação.

31 D11EC6B5-8A03-41D0-A496-B8C832D99070

31 D11EC6B5-8A03-41D0-A496-B8C832D99070

31 IMG_5253

31 IMG_5253

Para receber o selo, a praia de Guarajuba passou por um rigoroso processo de pré-requisitos que durou um ano e meio. Qualidade da água, gestão e educação ambiental e segurança foram alguns dos critérios avaliados. Simplesmente fiquei apaixonada pela praia de Guarajuba. O visual tanto no amanhecer como no entardecer é simplesmente lindo. Pena que o mar estava agitado no período que fomos (última semana de novembro). Agradeço a Karla Vanessa e suas amigas que conheci no resort e que me incentivaram a tirar essas fotos em um lugar tão especial

32 IMG_5355

32 IMG_5355

32 IMG_5356

32 IMG_5356

32 745530B2-E17A-4918-A1D1-0519A78A3A8B

32 745530B2-E17A-4918-A1D1-0519A78A3A8B

32 586049C2-6EE7-4EA8-B704-71A9631FEF12

32 586049C2-6EE7-4EA8-B704-71A9631FEF12

O local também é área de desova das tartarugas

33 IMG_5264

33 IMG_5264

Como Chegar

Em post anterior da Praia do Forte informei que pagamos R$ 80 do aeroporto de Salvador até o Resort em uma segunda-feira. Destaca-se que o trecho tem um pedágio e que o pedágio é mais caro aos finais de semana, o que pode encarecer um pouco o valor do deslocamento. No hotel há uma tabela de preços também.

34 IMG_5570

34 IMG_5570

Resumindo: se seu objetivo for relaxar, ter contato com uma natureza exuberante e buscar seu equilíbrio físico e mental, acredito que o Vila Galé Maré é uma boa opção. Não se esqueça que paraíso não é um local e sim um estado de espírito que você pode levar para onde quiser!!!!! Faça os dias em um resort seu paraíso!!!!!

35 IMG_5270

35 IMG_5270

35 IMG_5495

35 IMG_5495

35 IMG_5246 (1)

35 IMG_5246 (1)

Publicado por patipelomundo 15:28 Arquivado em Brasil Tagged bahia Comentários (0)

O que fazer na Praia do Forte - Bahia

Existe Paraíso na Terra

Com certeza deve ter achado a pergunta estranha, porque a a resposta é simples: Curtir a Praia!!!!!! Destaque que não há apenas uma praia e sim um conjunto de praias. A verdade, é que a Praia do Forte, além das praias belíssimas, há outras atrações, deixando a viagem muito mais completa, interessante e inesquecível.

1 IMG_5655

1 IMG_5655

O negócio é relaxar e desfrutar de um lugar com excelente infraestrutura para o turismo, apesar de ser esse assunto sempre polêmico, pois muitas vezes infraestrutura está associada à especulação imobiliária sem planejamento e à carência de cuidados ambientais. Então cabe a nós fazermos nossa parte de um turismo cada vez mais consciente. Além disso no local há o Projeto Tamar que faz um trabalho aparentemente extraordinário de preservação da natureza.

2 IMG_5817

2 IMG_5817

Então bora saber o que podemos fazer na Praia do Forte, que conseguiu manter sua essência de vila de pescadores, principalmente em algumas ruas fora do circuito turístico:

3 IMG_5700

3 IMG_5700

Praia Central ou Praia do Porto de Cima ou Praia do Portinho

É a praia central e há no local um pequeno porto de pescadores, com barcos ancorados. Com certeza ela tem o mais famoso cartão-postal da Praia do Forte: a igrejinha de São Francisco.

4 IMG_5697

4 IMG_5697

4 IMG_5604 (1)

4 IMG_5604 (1)

À noite, a igrejinha recebe uma iluminação toda especial e há missas as quintas, as 19horas, sábado as 19 horas e aos domingos as 10hs.

5 IMG_5596

5 IMG_5596

Também nesse local, ao lado da igrejinha, fica o Projeto Tamar. O ingresso para visitar o projeto custou R$ 32,00 a inteira (valor de novembro de 2021) e aceitam cartão. Veja vídeo da minha visita no canal patipelomundobr no Youtube.

6 IMG_5696 (1)

6 IMG_5696 (1)

link para o video que fiz da minha visita:
Projeto Tamar...

No projeto há várias informações interessantes sobre os diversos tipos de tartarugas e também sobre a preservação ambiental.

7 IMG_5785

7 IMG_5785

7 IMG_5778 (1)

7 IMG_5778 (1)

Pensei que fosse passar uns 5 minutos lá dentro, pois o sol estava de rachar, e passei mais de uma hora, admirando as diferentes espécies de tartarugas e outros animais marinhos em tanques espalhados pelo espaço.

8 IMG_5822 (1)

8 IMG_5822 (1)


8 IMG_5823 (1)

8 IMG_5823 (1)

Ainda há lojinha e um restaurante, o qual pode ser acessado sem necessidade de pagar ingresso.

9 IMG_5792

9 IMG_5792

No dia em que fui fazer a visita ao projeto, não havia nenhuma atividade especial programada, mas você pode ter a chance de ver os pesquisadores alimentando os tubarões, por exemplo.

10 IMG_5835 (1)

10 IMG_5835 (1)

10 IMG_5837

10 IMG_5837

Funcionamento: de quinta a domingo, das 11h às 17h.

Praia Pedra do Chapéu:

Praia com algumas piscinas naturais e pertinho do centro da vila. Amei a praia!!!!

11 IMG_5761

11 IMG_5761

11 IMG_5758

11 IMG_5758

11 IMG_5749

11 IMG_5749

11 IMG_5748

11 IMG_5748

11 IMG_5752

11 IMG_5752

Praia do Porto de Baixo ou Praia do Tivoli

Caminhando a partir da Praia Central por aproximadamente 10 minutos chega-se à Praia em frente ao resort Tivoli, considerada uma das melhores praias para banho.

12 IMG_5648

12 IMG_5648

Rio Timeantube

Andando mais um pouquinho, após o resort Tivoli, chegamos ao cenário mais lindo e mágico que achei da Praia do Forte: o encontro do Rio Timentube com o mar. A luz natural do pôr-do-sol deixou tudo muito mais encantador.

13 IMG_5624

13 IMG_5624

13 IMG_5625

13 IMG_5625

13 IMG_5623

13 IMG_5623

13 IMG_5608 (1)

13 IMG_5608 (1)

13 IMG_5618 (1)

13 IMG_5618 (1)

13 IMG_5633

13 IMG_5633

13 IMG_5632

13 IMG_5632

13 IMG_5629

13 IMG_5629

Praia das Piscinas Naturais

Fica na direção oposta ao da praia do Resort Tivoli, passando a Praia Pedra do Chapéu. É onde estão as piscinas naturais. Resolvi ir bem cedinho, por volta das 6 horas da manhã e praticamente tive a praia e as piscinas só para mim. Foi um momento só meu e de muita gratidão, inclusive sem registro de fotos. Queria estar desconectada de qualquer tecnologia para conectar somente com meu Eu.

Castelo Garcia D’Avila

Tem um post específico para essa visita, inclusive informando como chegamos e pagamos. Segue link também do vídeo que fizemos no local

Castelo Garcis D'Avila...

14 IMG_5907 (1)

14 IMG_5907 (1)

14 IMG_5713

14 IMG_5713

Vila do Forte

É o coração do local, com hotéis, pousadas, bares e restaurantes. A rua Alameda do Sol é a mais movimentada e é só para pedestres.

15 IMG_5721 (1)

15 IMG_5721 (1)

15 IMG_5716

15 IMG_5716

15 IMG_5719

15 IMG_5719

Destaque para a gastronomia, com dezenas de bares e restaurantes, com variedades para todo gosto e bolso. Comemos uma moqueca de camarão no restaurante Donana que serviu muito bem três pessoas e com um preço muito justo. Meu marido que é capixaba, achou a moqueca baiana melhor que a capixaba kkkkk.

16 IMG_5576

16 IMG_5576

Também indico comer uma típica tapioca na Casa de Farinha. Há uma variedade de recheios e o cheiro do forno à lenha me fez recordar minhas férias no interior da Bahia, quando ia visitar meus avós maternos, tios e primos na infância.

17 IMG_5668

17 IMG_5668

17 IMG_5670

17 IMG_5670

17 IMG_5666

17 IMG_5666

17 IMG_5673

17 IMG_5673

17 IMG_5676

17 IMG_5676

À noite a Alameda do Sol renasce com alegria, música e gente animada circulando e agitando a vila até de madrugada. Na época do Natal, a rua recebe uma iluminação especial.

18 IMG_5661

18 IMG_5661

Instituto Baleia Jubarte: Não visitamos, pois já tínhamos visitado um do mesmo tipo em Vitória no Espírito Santo. Mas se você nunca visitou, vale a pena para conhecer um pouco mais dessas baleias que migram todo ano para o nosso litoral. A entrada é paga.

Parque Klaus Peters:
fica bem ao lado do Instituto Baleia Jubarte. Tem uma trilha de 3,6 km, rodeada por uma vegetação de restinga, cujas árvores são mais baixas. Por isso, é interessante fazer a caminhada bem cedinho ou no final do dia, pois o sol é muito forte e tem pouca sombra. A entrada é gratuita.

19 IMG_5728

19 IMG_5728

19 IMG_5730

19 IMG_5730

19 IMG_5733

19 IMG_5733

19 IMG_5737

19 IMG_5737



Reserva Sapiranga
: não fui, mas uma prima minha já tinha ido e recomendou muito. Pena que não tive tempo, por outro lado, tenho mais um motivo para voltar. Abriga 600 hectares de Mata Atlântica.

Melhor época para viajar:

Devido à proximidade com a capital baiana, Salvador, a vila recebe muitos visitantes aos finais de semana. Conseguimos presenciar excursões chegando na sexta-feira e lotando a vila. Um período não recomendado é a época de chuvas, de abril a maio. Fomos em novembro e também choveu bastante.

20 IMG_5726

20 IMG_5726

Dizem que os meses de setembro, outubro são os mais indicados para quem gosta de viajar em uma temporada sem muito calor e chuva e ainda com os preços mais baixos. Os meses de verão (janeiro a março), por sua vez, são mais quentes e cheios.

21 IMG_5724

21 IMG_5724

A pacata Vila se transformou intensamente desde os anos 90. Hoje reagrupa uma vida comercial e de lazer das mais frequentadas do litoral baiano. Se eu pudesse resumir a Praia do Forte em apenas uma palavra, seria Paraíso!!!!!

Link para um resumo da Praia do Forte
Praia do Forte..

Publicado por patipelomundo 18:29 Arquivado em Brasil Tagged bahia Comentários (0)

Praia do Forte – Como chegar?

Uma Vila de Pescadores Estilosa

Com a redução do índice de transmissão da Covid, todos nós brasileiros ficamos ansiosos para viajar, colocar o pé na estrada e respirar um pouco sem a tensão da pandemia. Nesse momento procurei lugares com mais contato com a natureza. No link a seguir, um pequeno vídeo da Praia do Forte

Praia do Forte...

1 IMG_5601 (1)

1 IMG_5601 (1)

A Praia do Forte fica no litoral norte do estado da Bahia, no município de Mata de São João, a aproximadamente 1 hora de Salvador, e com certeza é um dos atrativos mais procurados pelos turistas nesse momento de redução da pandemia.

2 IMG_5593

2 IMG_5593

A vila de pescadores, muito mais estilosa do que eu imaginava, é refúgio dos baianos e também de turistas de todas as partes do Brasil. O destino é muito procurado por reunir os três ingredientes para uma viagem inesquecível: praias de águas quentinhas e com piscinas naturais para relaxar, natureza exuberante e muita história, afinal estamos na Bahia, onde a história da nossa colonização começou.

3 IMG_5604

3 IMG_5604

Embora seja um pequeno distrito, a vila tem excelente infraestrutura hoteleira e gastronômica e, sem dúvida, um dos destinos mais bonitos da Linha Verde, a estrada que liga a Bahia ao Sergipe. Além disso, na época que fomos, novembro de 2021, a vila já estava toda enfeitada para o Natal

4 IMG_5662

4 IMG_5662

Como sempre sigo a regra dos 5 Ps – Planejamento Prévio Previne Performance Precária, seguem algumas dicas para vocês se organizarem melhor e aproveitarem tudo que a Praia do Forte possa oferecer.

6 IMG_5599

6 IMG_5599

Como chegar ou sair da Praia do Forte

O aeroporto de Salvador é o mais próximo da Praia do Forte, a cerca de 80 km, pela Estrada do Coco (BA-099), ou aproximadamente 1 hora e 15 minutos. Estrada com pedágio e bem-sinalizada.

7 IMG_5681

7 IMG_5681

Na ida utilizamos o Uber, saindo do aeroporto, e fomos até a praia de Guarajuba para passarmos uns dias no resort Vila Galé. Depois uma amiga nos levou até a Praia do Forte, assim não poderei dizer com certeza qual o valor de um uber do aeroporto de Salvador até a Praia do Forte. Pagamos R$ 80,00 do aeroporto até o resort, já com o pedágio incluído.

9 IMG_5421

9 IMG_5421

Pesquisando na internet, chegamos aos seguintes valores:

• Táxi: em média, R$ 150;
• Uber: O preço varia entre R$ 100 a R$ 120;
• Transfer: o serviço, ida e volta, fica a partir de R$ 250. É possível encontrar no Aeroporto de Salvador algumas empresas que realizam esse trajeto.

Para o retorno utilizamos o ônibus da linha Atlântico, que talvez seja uma opção para a ida também. O ônibus tem ar-condicionado e pagamos R$ 8,60 por pessoa (valor em novembro de 2021). A moça da loja de Informações Turísticas da Praia do Forte nos informou que o bom da linha Atlântico é que o mesmo tinha integração grátis com o metrô ou o ônibus até o aeroporto, mas tal integração só funciona para quem tem um cartão de transporte, o que não era o nosso caso.

5 IMG_5608

5 IMG_5608

Então pegamos o ônibus na Praia do Forte e fomos até a Estação Aeroporto em Salvador (ponto final do ônibus). Já que não podíamos contar com a integração, pois não tínhamos o cartão, lá optamos por pegar um Uber até o portão de embarque do aeroporto, que custou R$ 10, que fica, segundo nos informaram a 1,5 Km de onde o ônibus vindo da Praia do Forte parou.

11 IMG_5939

11 IMG_5939

Ao todo, a viagem custou menos de R$ 30 reais para duas pessoas e durou 1 hora e 30 minutos do ponto na Praia do Forte até o aeroporto. Chegamos com antecedência no aeroporto e até deu tempo de almoçarmos antes do nosso embarque. Assim, se optar pelo ônibus, entre no site da empresa Atlântico e veja os horários. Em regra, sai de uma em uma hora tanto do aeroporto, quanto da Praia do Forte. De resto é só aprovar a Bahia!!!!!

12 IMG_5940

12 IMG_5940

Publicado por patipelomundo 21:23 Arquivado em Brasil Comentários (0)

Praia do Forte na Bahia

Castelo Garcia D’Avila

Para começar, não deixe de clicar no link a seguir para conhecer um pouco mais do Castelo Garcia D’Avila na Praia do Forte na Bahia.

Your text to link here...

1 IMG_5907 (1)

1 IMG_5907 (1)

Todo mundo sabe que sou apaixonada pela Bahia, pois ela tem todos os ingredientes para uma viagem inesquecível: praias paradisíacas, natureza exuberante, como na Chapada Diamantina, e muita, muita história.

2 IMG_5861

2 IMG_5861

Agora imagine esses três ingredientes em um cantinho mágico, chamado Vila da Praia do Forte.

3 IMG_5863

3 IMG_5863

Em um final de tarde, por volta das 16:00, decidimos visitar o Castelo Garcia D’Avila e conhecer um pouco mais da história de uma das famílias mais ricas do Brasil colonial.

4 IMG_5864

4 IMG_5864

Realmente durante o pôr-do-sol tudo fica infinitamente mais belo e a emoção de poder estar pisando em uma construção erguida em 1551 só fez aguçar nossa curiosidade em relação a tal família.

5 IMG_5865

5 IMG_5865

Erguido entre 1551 e 1624, o Castelo Garcia D’Avila se tornou uma das primeiras grandes edificações portuguesas em território brasileiro.

6 IMG_5869

6 IMG_5869

O local teve suas ruínas transformadas em museu e a partir das 18:00 horas, de quinta a domingo, há projeções nas paredes das ruínas, contando um pouco mais a saga dos Garcia D’Avila.

7 IMG_5913

7 IMG_5913

Tais projeções realmente são as cerejas do bolo. Tudo muito didático e percebemos o cuidado e o capricho em cada detalhe.

8 IMG_5866

8 IMG_5866

Não esqueçam de levar um casaquinho, mesmo que o dia tenha sido de calor infernal na Praia do Forte, pois o castelo fica na parte mais elevada da região e a noite tem um ventinho frio por lá.

9 IMG_5873

9 IMG_5873

Não dá para avistar o castelo da vila e nem acessar pela praia, mas não fica muito longe do centrinho, com acesso pela estrada para a Linha Verde. Fomos de Uber, pagando R$ 12,99 reais, e na volta conseguimos uma carona com um casal lindo de Goiás.

10 IMG_5870

10 IMG_5870

Por lá, é possível encontrar estacionamento disponível e um centro de visitantes.

Entrada: R$ 30 (inteira) por pessoa em novembro de 2021. Pelo preço do ingresso, já podemos falar que sentimos a inflação, pois em agosto de 2020, o valor da inteira era de R$ 15,00. Aceitam cartão.
Endereço: Rua do Castelo, s/n
Projeção da história nas ruínas: a partir das 18 horas de quinta a domingo
Uber do centro da Vila até o castelo: R$ 12,99 em novembro de 2021 por volta das 16:00 hs.

Durante a visita você fica sabendo que, por meio da criação de gado, a família Garcia D’Avila avançou pelo sertão, ocupando terras, até se tornarem o maior latifúndio do mundo, chegando a ter mais de 800 mil km2 de terras, que se estendiam do litoral norte da Bahia até os estados do Piauí, Pernambuco, Maranhão, Ceará e Rio Grande do Norte.

11 IMG_5881

11 IMG_5881

Em 29 de março de 1549, em uma esquadra de naus e caravelas, com um batalhão de mil homens, chega a Baía de Todos os Santos o militar português Tomé de Sousa, como Primeiro Governador Geral da Colônia.

12 IMG_5883

12 IMG_5883

Em sua comitiva estava Garcia D,Avila, um jovem soldado português, que se tornou almoxarife da cidade de Salvador, primeira capital do Brasil.

13 IMG_5884

13 IMG_5884

Com os proventos adquiridos do trabalho, Garcia D’Avila iniciou na região seu criatório de gado, que logo se expandiu para a orla do Rio Vermelho, depois alcançou Itapuã, até finalmente chegar à Tatuapara, atual Praia do Forte.

14 IMG_5893

14 IMG_5893

Em direção à Tatuapara, Garcia D’Avila encontrou oito aldeias Tupinambás às margens do rio Pojuca, contra as quais entrou em combate e venceu.

15 IMG_5908

15 IMG_5908

Após subjugar os nativos, Garcia D’Avila estabelece-se em 1551 em Tatuapara e inicia a construção da Torre Singela de São Pedro de Rates, ao lado de um pequeno porto protegido pelos arrecifes e de onde se podia ver qualquer embarcação vinda do norte.

16 IMG_5899

16 IMG_5899

Da sua localização estratégica, protegia a cidade de Salvador contra invasões estrangeiras e promovia expedições regulares de guerra às etnias indígenas hostis à colonização para a conquista de terras no sertão e busca de metais preciosos.

17 IMG_5921

17 IMG_5921

O Castelo Garcia D’Avila teve lugar de destaque em todos os momentos de tensão social e enfrentamento militar dos primeiros anos de formação do Brasil até a morte do Visconde da Torre, último senhor de Tatuapara, em 1852, iniciando aí sua derrocada e abandono, tornando-se a atual ruína que visitamos.

No museu que há no espaço, existe uma maquete com uma possibilidade do que seria o tal Castelo Garcia D’Avila, dando uma noção da grandiosidade.

21 IMG_5855

21 IMG_5855

No museu também há artefatos encontrados durante as escavações do lugar, nos brindando com os costumes da época.

46c39f00-53c9-11ec-95cb-df68b8889008.jpg

Ainda há uma capela lindíssima com o piso original.

23 IMG_5887 (1)

23 IMG_5887 (1)

23 IMG_5886

23 IMG_5886

Podemos ainda curtir a sombra de uma árvore Gameleira de mais de 140 anos. A Gameleira é considerada uma árvore sagrada dos negros escravizados no Brasil.

24 IMG_5903

24 IMG_5903

24 IMG_5860

24 IMG_5860

Se você gosta da história do Brasil, esse seria um passeio imperdível na Bahia. Além disso, o visual da colina Tatuapara, onde estão as ruínas, é lindo.

Publicado por patipelomundo 23:38 Arquivado em Brasil Tagged bahia Comentários (0)

20 dicas de lugares em Rio Branco – Acre

O que fazer em Rio Branco

Você conhece a história do Acre? Conhece algum ponto turístico do Acre? Muitos dos lugares para visitar em Rio Branco giram em torno da história do Acre, que é muito rica e tentei resumir nos posts anteriores.

O Acre abriga boa parte da Floresta Amazônica e já foi um dos maiores produtores de borracha do mundo. Sua capital, Rio Branco, é uma homenagem ao barão que negociou essas terras. A seguir 20 lugares para visitar em Rio Branco a pé:

1. Praça da Revolução

link do youtube: Your text to link here...

Fica no coração de Rio Branco e possui um monumento de 12 metros de altura em homenagem aos heróis anônimos da Revolução Acreana.

1 IMG_2234

1 IMG_2234

Até os anos 20, no local da praça havia apenas uma área de campo do antigo Seringal Empreza. No início da década de 60 foi implementada uma estátua em bronze do líder da Revolução Acreana, Cel. Plácido de Castro.

2 IMG_2232

2 IMG_2232

Ao seu redor estão a sede da Prefeitura, o imponente prédio do quarte da Polícia Militar e diversos outros pontos comerciais.

3 IMG_2235

3 IMG_2235

2. Memorial dos Autonomistas

O memorial, inaugurado em 2002, tem um arquivo político-histórico do estado e da sua luta para conseguir sua autonomia. Assim, o nome do memorial refere-se ao movimento político que emancipou o Acre.

4 IMG_2241 (1)

4 IMG_2241 (1)

O memorial abriga os restos mortais do senador Guiomard Santos e sua esposa. O Senador Guiomard Santos foi o responsável pela elaboração do projeto de lei que transformou o território em estado. Esse projeto causou grande movimentação política em todo o Acre e chegou em 1957 ao Congresso Nacional, onde, depois de muitas disputas, finalmente, em 1962, durante a fase parlamentarista do governo João Goulart, foi assinada a Lei 4.070, que elevou o território acreano à categoria de estado.

5 IMG_2252

5 IMG_2252

5 IMG_2247

5 IMG_2247

O teatro Hélio Melo, com 150 lugares, é anexo ao memorial e o nome é em homenagem a um dos artistas de maior expressão da arte local. Quando visitamos o teatro ia reabrir após o fechamento pela pandemia. Assim, se tiver a oportunidade tente assistir alguma apresentação nesse espaço maravilhoso, todo em madeira.

6 IMG_2240

6 IMG_2240

O Memorial também serviu de base para irmos ao banheiro e tomarmos uma água fresca.

3. Praça do Seringueiro

Praça em homenagem aos primeiros desbravadores do Acre e a formação dos seringais. Fica entre o Palácio Rio Branco e o Museu dos Autonomistas. Não podemos esquecer o contexto e o cenário internacional: A crescente indústria automobilística internacional e o uso dos pneus de borracha que aceleraram a procura de áreas produtoras do látex no norte do nosso país.

7 IMG_2253

7 IMG_2253

4. Palácio Rio Branco

Sede do governo acreano, o Palácio é a mais bela e imponente construção da capital. Além disso é considerado um dos primeiros prédios de alvenaria do estado e o maior patrimônio histórico e arquitetônico do Acre.

8 IMG_2256

8 IMG_2256

Infelizmente estava fechado para visitação e fiquei um pouco decepcionada, pois queria muito ver a exposição permanente que ocupa várias salas no seu interior, onde é contada a história do desenvolvimento do Acre.

9 IMG_2260

9 IMG_2260

Seu projeto arquitetônico, elaborado por um alemão, foi inspirado nas edificações gregas com suas colunas de ordem dóricas e jônicas na fachada principal. É um dos marcos do projeto de modernidade de Rio Branco numa época em que as edificações eram todas de madeira. Foi inaugurado em 1930, mas só teve a sua obra concluída em 1945.

10 IMG_2264 (1)

10 IMG_2264 (1)

5. Palácio da Justiça

O Palácio da Justiça é onde sedia o Centro Cultural e Museu do Poder Judiciário Acreano. O Palácio da Justiça foi inaugurado em 1957, quando o Acre ainda era Território Federal. Nele foi abrigado o Fórum da Comarca de Rio Branco, compreendendo o Tribunal do Júri, cartórios judiciais, eleitorais e extrajudiciais, todos sob administração do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, então Capital Federal.

11 IMG_2273

11 IMG_2273

Em 1962, quando o Território do Acre foi elevado à categoria de Estado, o sonho da autonomia tornou-se realidade para os acreanos. O Palácio da Justiça foi a primeira sede da Corte Acreana, que se instalou em 1963, um ano após a entrada em vigor da Lei que criou o Estado do Acre.

6. Catedral Nossa Senhora de Nazaré

Considerada a oitava Catedral mais bonita do Brasil. Inaugurada em1959 tem uma arquitetura em estilo romano.

12 IMG_2274

12 IMG_2274

Em seu interior há belos vitrais e um mausoléu. Seu altar possui uma pintura feita por Sansão Ribeiro, que também pintou o que hoje é o maior quadro da América Latina. Sansão morreu aos 82 anos em 2020 e foi ex-reitor da Universidade Federal do Acre (Ufac).

13 IMG_2285

13 IMG_2285

13 IMG_2281

13 IMG_2281

13 IMG_2279

13 IMG_2279

7. Praça Povos da Floresta

Na Praça Povos da Floresta está uma estátua em homenagem a Chico Mendes em argila e bronze. Devemos relembrar que por volta de 1970 começou uma política pecuarista no Brasil, com devastação da floresta para dar lugar a fazendas de gado. Por conta disso, em 1975 os seringueiros resolvem se organizar em sindicatos, mas a luta pela preservação ambiental é muito difícil e Chico Mendes, que era o presidente do sindicato, é morto. Mas graça a luta dessas pessoas, hoje o Acre tem apenas 12% do seu território desmatado e está prosperando por meio de um desenvolvimento dentro de um movimento sustentável.

14 IMG_2291

14 IMG_2291

“No começo pensei que estivesse lutando para salvar seringueiras, depois pensei que estava lutando para salvar a Floresta Amazônica. Agora, percebo que estou lutando pela humanidade.” Frase de Chico Mendes. Mas graça a luta dessas pessoas, hoje o Acre tem apenas 12% do seu território desmatado e está prosperando por meio de um desenvolvimento dentro de um movimento sustentável.

15 IMG_2293

15 IMG_2293

8. Feira de Artesanato e Economia Solidária

Atravessando a rua em frente a Praça Povos da Floresta, em direção ao rio, encontramos a Feira de Artesanato e Economia Solidária, em que são comercializados produtos de jardinagem, artesanato e comidas típicas.

16 B03685B7-E557-4899-8985-FCB52662C417

16 B03685B7-E557-4899-8985-FCB52662C417

Busquei saber um pouco do que seria essa economia solidária e descobri que seria uma espécie de integração campo-cidade, de um comércio justo e de um consumo racional e solidário, gerando o sustento para várias famílias. Atualmente, pelo menos 120 empreendimentos de alimentação, artesanato, jardinagem e diversão realizam a feira no Novo Mercado Velho.

17 IMG_2295

17 IMG_2295

Em relação aos primeiros habitantes do Acre, as pesquisam mostram que eram mais de 50 etnias indígenas, que sofreram muito durante o ciclo da borracha em que houve um processo de extermínio. Hoje haveria 16 nações indígenas no Acre e são chamadas nações, porque são completas e há uma individualidade em cada um desses povos. Preservam suas identidades, com línguas próprias, deuses próprios, cada um com sua cultura e acham soluções diferentes para o mesmo problema. Acredita-se que ainda existam 03 povos indígenas isolados no Acre e que ainda não sofreram nenhum tipo de influência de outros povos. Ainda temos povos nômades e outros que são agricultores e povos que ainda vivem na pré-história da humanidade.

9. Mercado Velho

Revitalizado, ficou conhecido como Novo Mercado Velho. Ótimo destino para conhecer um pouco do artesanato local e a medicina da floresta, que minha mãe adora e sempre pede algum óleo. Dessa vez comprei banha de tartaruga e óleo de mamona.

18 IMG_2316 (1)

18 IMG_2316 (1)

Ao lado do Mercado Velho funciona uma espécie de praça de alimentação, onde são servidos café da manhã e almoço. Vale a pena para conhecer as comidas tradicionais da região.

19 IMG_2480

19 IMG_2480

10. Rio Acre e Suas Pontes em Rio Branco

Acre deriva da palavra indígena “aquiri”, que significa “rio dos jacarés”, segundo pesquisei em alguns sites. A palavra acre também tem o significado de amargo, azedo nos dicionários. A cidade de Rio Branco é rodeada pela Floresta Amazônica e localiza-se a margem do rio Acre, que nasce no Peru.

20 IMG_2304

20 IMG_2304

20 IMG_2322

20 IMG_2322


Em Rio Branco há algumas pontes sobre o Rio Acre, ligando o 1º ao 2º Distrito. Antigamente, dizem que os moradores faziam a travessia em catraias. Os meses mais críticos de seca seriam julho, agosto e setembro. Realmente fomos em setembro (set/2021) e o nível estava bastante baixo.

21 IMG_2350

21 IMG_2350

21 IMG_2323 (1)

21 IMG_2323 (1)

11. Roldanas

Originalmente, uma das pontes antigas, que desabou, possuía roldanas, já que a princípio ela seria levadiça para permitir a passagem de grandes embarcações a vapor.

22 IMG_2356

22 IMG_2356

Quando a ponte desabou, essas roldanas se soltaram e ficaram quase 30 anos submersas na margem do 1º Distrito da capital, até serem resgatadas em 2011 e utilizadas em um projeto arquitetônico, durante a reforma da área do mercado.

12. Deque da Gameleira

Rio Branco teria nascido nesse local. Às margens do Rio Acre podemos ver várias casinhas coloridas, que foram construídas ainda na época do Seringal Volta da Empreza. Essa área é tombada pelo Departamento do Patrimônio Histórico em 1981.

23 IMG_2331

23 IMG_2331

23 IMG_2325 (1)

23 IMG_2325 (1)

Há um calçadão, com algumas barraquinhas, mas o melhor de tudo foi se sentar em um banquinho, na sombra de uma Gameleira, e levar meus pensamentos para 1882, quando o cearense Neutel Maia se encantou com a Gameleira e lá resolveu fundar o seringal Volta da Empreza, que viraria a capital acreana.

24 IMG_2352 (1)

24 IMG_2352 (1)

24 IMG_2336 (1)

24 IMG_2336 (1)

O local se tornou a primeira rua de Rio Branco, hoje chamado de Calçadão da Gameleira. Assim, podemos dizer que a história de Rio Branco começou a partir de uma árvore centenária que fica à margem direita do Rio Acre.

25 IMG_2326

25 IMG_2326

13. Cine Teatro Recreio

Rio Branco, apesar de ser capital de um estado, tem um ar de interior e essa sensação ficou mais evidente quando passamos em frente ao Cine Teatro Recreio, em que rapidamente me veio a mente o cinema na cidade de interior da minha mãe, quando eu e minha irmã assistimos milhões de vezes a Branca de Neve.

26 IMG_2344

26 IMG_2344

O Cine fica nos casarões históricos da Gameleira e já foi palco para diversas expressões artísticas. Com muita história para contar, o Cine Teatro Recreio é um dos espaços mais tradicionais dos acreanos. O Cine Teatro Recreio era conhecido como Cine Ideal. Nos anos 20, passou a ser chamado de Cine Éden e só em 1948 ganhou uma nova fachada e foi batizado com o nome que conhecemos hoje. Falaram que iriam voltar as sessões às margens do Rio Acre todos os sábados. Vale a pena checar se estiver na cidade.

14. Museu da Borracha

É um espaço cultural, criado em 1978, mas somente em 1990 foi transferido para o local que se encontra hoje. Possui exposição permanente que retrata os modos de vida da população acreana, em sua ampla diversidade social, econômica e religiosa. Pena que estava fechado quando passamos por lá. Várias informações desencontradas: uns falavam que estava fechado para reforma outros que o museu abria só na parte da manhã e passamos à tarde. Assim, vale a pena checar ou fazer contato.

27 IMG_2367

27 IMG_2367

27 IMG_2369

27 IMG_2369

15. Biblioteca da Floresta

Infelizmente outro espaço fechado quando visitamos Rio Branco em setembro de 2021.Tínhamos a informação de que era um centro de informações sobre a história e a cultura, sendo uma biblioteca temática do Acre. No andar térreo haveria informações sobre as etnias indígenas que habitam a Amazônia acreana. Uma escada ambientada com plantas e sons da floresta nos conduziria até os outros andares do prédio. Uma imensa canoa ornamentaria o salão do terceiro andar e haveria a reconstrução fidelíssima de uma tradicional casa de seringueiro. Ficamos só com a informação e com a vontade de conhecer!!!!!!!

28 IMG_2373 (1)

28 IMG_2373 (1)

16. Parque da Maternidade

Apesar de se chamar parque, na verdade é uma extensão de seis quilômetros às margens do Igarapé da Maternidade ou antigo valão, que corta a parte central da cidade.

29 IMG_2376 (1)

29 IMG_2376 (1)

Seria um local para contato com a natureza e práticas de esporte e lazer. Percorremos no final da tarde pois informaram que haveria várias pessoas fazendo caminhada. Encontramos pouquíssimas pessoas, a maioria trabalhando na restauração de alguns locais e todos nos informaram para termos muito cuidado, pois havia muitos drogados na região e roubo de celulares. Não tivemos nenhum problema, mas não consegui aproveitar o passeio, sempre com muito medo e receosa.

30 IMG_2379

30 IMG_2379

30 IMG_2378

30 IMG_2378

17. Mercado Municipal Elias Mansour

Andando por Rio Branco, nos deparamos com o Mercado Municipal Elias Mansour, que não tínhamos visto em nenhum guia ou indicação turística. Logo percebemos que o local é muito frequentado pelos locais, no entanto, ao compararmos o preço da castanha, no Mercado Municipal estava mais caro que no Mercado Velho, que é muito mais turístico.

31 IMG_2401

31 IMG_2401

No Mercado Municipal tem os mais variados produtos, como a farinha, o caldo de tucupi, peixes, verduras, frutas etc.

32 IMG_2399

32 IMG_2399

A história do Mercado Municipal Elias Mansour confunde-se com os tempos recentes de modernização da capital. O mercado está localizado em uma área antes degradada no centro de Rio Branco e em 1980 foi inaugurado e ficou conhecido como Mercado Novo.

33 IMG_2400

33 IMG_2400

18. Passarela Governador Joaquim Macedo

A passarela é um dos principais cartões-postais da capital do Acre e simboliza as transformações urbanas pela qual a cidade começou a passar a partir de 2000.

34 IMG_2404

34 IMG_2404

A passarela estaiada (onde a estrutura da ponte é fixada através de cabos) tem 200 metros de extensão e 5,50 metros de largura. Usada exclusivamente por pedestres e ciclistas, a ponte cruza o rio Acre unindo o Centro da cidade ao bairro do Segundo Distrito. Falaram para tomarmos cuidado com os celulares na passarela, pois estava ocorrendo muitos roubos.

35 IMG_2361

35 IMG_2361

Antes da passarela, as pessoas tinham que dividir o cruzamento com automóveis, motos e caminhões nas duas antigas pontes que cruzam o rio. Com a passarela exclusiva para pedestres, ganhamos em mobilidade e também podemos admirar um belo monumento.

36 IMG_2362 (1)

36 IMG_2362 (1)

19. Parque Capitão Ciríaco

Esse local é considerado o maior seringal urbano do mundo. Um espaço histórico, de lazer e de aprendizagem, já que no local há oficinas e grupos de discussão para pessoas que estão passando por algum tipo de transtorno, como uma depressão, com o apoio de profissionais qualificados. O contato com a natureza realmente é milagroso.

37 IMG_2412

37 IMG_2412

37 IMG_2427

37 IMG_2427

37 IMG_2444

37 IMG_2444

As construções retratam a arquitetura tradicional acreana e o local traz uma tranquilidade e conforto, já que é bem fresco.

38 IMG_2454 (2)

38 IMG_2454 (2)

38 IMG_2423 (1)

38 IMG_2423 (1)

38 IMG_2425

38 IMG_2425

38 IMG_2458

38 IMG_2458

20. H Gelato

Uma das coisas que amo da Região Norte é a culinária, mas apaixonada mesmo eu sou pelo cupuaçu. Assim fomos na sorveteria Pinguim, a mais badalada da capital Rio Branco. No entanto, o que me encantou mesmo foi a sorveteria H Gelato pelo conjunto da obra: a sorveteria, além de ter um sorvete de cupuaçu delicioso, fica no Mercado Velho e você pode saborear seu sorvete observando a paisagem, o rio Acre e o vai e vem das pessoas. A sorveteria é a primeira casinha do lado esquerdo da foto, de cor amarronzada

39 IMG_2483

39 IMG_2483

39 IMG_2319

39 IMG_2319

O interessante é que observei que o pessoal local prefere os sorvetes de sabores artificiais, como chiclete!!!! Quase morri!!!!!

Conclusão

Muitos dos lugares para visitar em Rio Branco giram em torno da história do Acre e estávamos ansiosos e animados para aprofundarmos mais nessa história. No entanto, a nossa maior decepção foi encontrar a maioria dos espaços fechados por conta de reformas. A justificativa nem era mais a pandemia. Sentimos falta de pelo menos uma placa nos museus, avisando do motivo do fechamento ou do horário de visitação.

40 IMG_2478 (1)

40 IMG_2478 (1)

Por outro lado, percebemos que Rio Branco é uma cidade em transformação e movimento e isso é muito bem representado pelo vai e vem das pessoas nas pontes que cortam o Rio Acre. Valeu Rio Branco!!!!

Publicado por patipelomundo 23:08 Arquivado em Brasil Tagged acre Comentários (0)

(Textos 1 - 5 de 232) Página [1] 2 3 4 5 6 7 8 9 10 .. »